“As Máscaras da Paixão”, Maria Lucília F. Meleiro

capa

MELEIRO, Maria Lucília F. – As Máscaras da Paixão, Lisboa, Ésquilo, 2013

Sinopse: Dois casamentos, três funerais, dois reis. No rescaldo das profundas convulsões que abalaram o século XIX português, dois reinados de charneira e síntese se destacam. À sombra da Constituição, a Monarquia vai sobrevivendo. O rei é a entidade suprapartidária que mantém a coesão e o consenso entre as várias forças que se agitam no xadrez político. D. Pedro V e D. Luís I encarnam duas formas distintas de exercer esse poder moderador, a que não é estranha a personalidade do próprio rei. À volta destes soberanos geraram-se vários mitos que persistiram até hoje. Uma investigação realizada a partir de centenas de cartas, diários, anotações e reflexões, legadas à posteridade por estes monarcas, permitem à autora reescrever a história, arrancando as máscaras sob as quais fervilham tumultos inconfessáveis e as mais secretas paixões.

Opinião: Após a morte prematura de D. Pedro e de sua esposa, D. Estefânia, sem filhos que se seguissem, é D. Luís, o pouco preparado irmão de D. Pedro, quem sucede ao trono. O livro ambienta-se nos reinados destes dois irmãos, filhos de D. Maria II, organizando-se em três partes. Em nenhuma delas a autora entra em pormenores, parecendo apenas roçar a superfície. Fornece, no entanto, o que baste para se compreender as situações e os acontecimentos que são narrados.

A primeira parte tem como narradores ora D. Pedro ora D. Estefânia, focando-se no desejo de ambos de modernizar Portugal e melhorar as condições de vida da sua população, nas agruras – principalmente políticas – que se lhes colocam no caminho, e no desagrado de D. Pedro pela conduta do pai, D. Fernando, e do irmão, D. Luís. Termina com a morte de D. Pedro, dando lugar à segunda parte, um relato mais ficcional, em terceira pessoa, das desventuras de dois ingleses, um irmão e uma irmã, em Portugal, na sua busca pelas jóias perdidas de D. Carlota Joaquina. As relações da inglesa, conhecida como Pretty, com D. Luís servem de fio de ligação entre as narrativas. Já a terceira parte faz um paralelo com a primeira. D. Luís e D. Maria Pia, sua esposa, alternam a narração, focando mais nas suas relações privadas, nos seus desejos e nos seus desagrados. O tom é indubitavelmente mais negativista que o da primeira parte, apesar de os narradores da terceira serem mais dados a festividades e excessos.

Apesar das suas diferenças – de narrador e de enredo – as três partes pecam essencialmente pelas mesmas coisas. Apesar de a nível ortográfico e vocabular a narrativa se encontrar bem conseguida, apresenta algumas gralhas que passaram despercebidas na revisão, bem como falhas a nível da pontuação, em particular nos diálogos. O mais desagradável à leitura é, contudo, o facto de os acontecimentos serem “informados” ao leitor: não há qualquer tipo de show, apenas tell, fazendo um atirar constante de informação que não apenas dá ideia de não haver peripécias – ideia essa fomentada pela falta de desenvolvimento dos acontecimentos da trama –, como torna a leitura aborrecida, acrescentando ainda, aos diálogos, que também não são imunes a este infodump, a sensação de artificialidade.

Retrocedendo à narração, é ainda de apontar alguma inconstância na primeira e terceira parte do romance. Apesar de na sua maioria seguirem a narração em primeira pessoa, vezes há em que passa para a terceira, sem qualquer razão ou separação, regressando logo depois à primeira: mais uma vez, sem qualquer razão ou separação.

Em suma, uma leitura que considerei aborrecida, pouco desenvolvida e em necessidade de uma melhor revisão.

Advertisements

2 thoughts on ““As Máscaras da Paixão”, Maria Lucília F. Meleiro

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s