“Nocturnus: Memórias de um Vampiro”, Rafael Loureiro

capa

LOUREIRO, Rafael – Nocturnus: Memórias de um Vampiro, Barcarena, Presença, 2009

Sinopse: Privado do amor enquanto ser mortal, a Daimon é revelada essa outra condição marginal do ser. Desprovido do sentido para a vida, ele abraça de forma absoluta esta nova vida sem vida. Ser vampiro acarreta pois várias responsabilidades, entre elas, a imortalidade que se joga na eterna tentação do Ser Impuro.

Pela mão de sua Senhora, é guiado por este submundo onde descobrirá várias Descendências de vampiros e uma hierarquia rígida, que se articula nas sombras das sociedades quotidianas. Assim se inicia uma nova jornada pelas noites dos tempos. Durante este percurso, conhece Janus MoonHunter, Vampiro antigo que o acompanhará. Daimon descobre que a sua relação de amizade é mais antiga que a sua própria existência. Juntar-se-ão a eles mais vampiros para erguer uma Nova Aliança, a qual lutará contra a perversa tirania do Regente daquelas Terras.

Durante essas noites, conhecerá uma jovem humana, que representa o eco do passado no presente, é a reencarnação do seu amor perdido e a causa de ter abraçado esta condição sobre-humana. Mas este amor é-lhe vedado pelo corrupto e despótico Regente.

Poderá esta Nova Aliança combater o louco Regente e os seus tirânicos desejos? Poderá este amor concretizar-se, e poderá ele tornar-se também eterno?

“O primeiro livro de uma trilogia repleta de romance e aventura que nos leva a uma viagem maravilhosa onde o Amor e a Honra têm de vencer acima de tudo, acima até da própria vida…”

Opinião: A narrativa inicia-se com uma explicação simples e perceptível sobre Tiriel, pai de todos os vampiros, e consequente origem da espécie. Em seguida, conhecemos Daimon, ainda humano, na noite em que renasceria como outro ser. Durante a primeira parte do livro, a acção decorre sem grandes tropelias, narrando os primeiros anos de Daimon no seu novo mundo, dando-lhe tempo a ele e a nós para conhecer a sociedade de Nocturnus, as suas regras e hierarquias… Mas após décadas de ausência nas suas terras, Daimon retorna para descobrir que a eleição do Regente havia sido propositadamente alterada pelo tirano que agora detinha o poder. Perante as insanidades do novo Regente, cria-se a Nova Aliança, com o intuito de eliminar o governo tirânico e restabelecer a justiça na sociedade vampírica. Infelizmente, nem tudo corre com a celeridade e sucesso desejados, e quando após tanto tempo Daimon se cruza com a reencarnação da sua amada, os perigos apertam. O enredo não é, portanto, algo que extraordinário, o que, por si só, não consideraria negativo.

A história é-nos contada na primeira pessoa por Daimon, numa narração que volta e meia se torna repetitiva e que muitas vezes falha por não se aprofundar, não envolvendo tanto o leitor como o poderia fazer. Incomodou-me também ver, por exemplo, mulheres a dizerem “obrigado”, quando deveriam dizer “obrigada”. “Obrigada” as senhoras, e “obrigado” os senhores.

No entanto, julgo que os pontos apontados não são imutáveis, sendo daqueles que com o tempo e escrita acabam por se colmatar. Pessoalmente, fiquei interessada no autor e gostarei de ver a sua evolução, na medida em que ficou perceptível que ele tem ainda espaço – e, principalmente, capacidade – para crescer enquanto escritor.

[Edit] Não me é costume fazer alterações nas opiniões sem antes reler os livros. Neste caso, no entanto, justifica-se uma ressalva em relação ao wordlbuilding. Tendo sido um dos factores que mais apreciei no livro, não deixou de ser com pesar que soube terem sido a maioria das suas estruturas retiradas de um jogo de RPG, em vez de criadas pelo autor. Um conhecimento que veio pesar negativamente, com bastante pena minha.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s