“A Mulher que Amou o Faraó”, Helena Trindade Lopes

capa

LOPES, Helena Trindade – A Mulher que Amou o Faraó, Lisboa, Esfera dos Livros, 2011

Sinopse: Quando Ísis, a velha cantora de Amon, abriu a porta da sua memória à neta Tity, estava longe de imaginar que iria entrar numa emocionante viagem ao encontro de si própria e da história recente do país dos faraós, o Egipto… Amenhotep IV, no ano cinco do seu reinado, decide abandonar Waset, terminar com o culto tradicional e fundar uma nova capital numa zona inóspita e desgastada pelos ventos, na margem leste do rio Nilo. Deu-lhe o nome de Akhetaton. O lugar da primeira vez. Era nesta nova cidade que sonhava escrever uma nova página da História do Egipto. Junto da sua mulher, a tão encantadora quanto perigosa Nefertiti, cuja beleza enfeitiçava os homens, e com o apoio do seu ajudante de campo, o confidente e fiel amigo Ahmés. Mas a intriga, a desconfiança e a traição instalam-se e o sonho cedo cai por terra, graças àqueles que lhe são mais próximos. Só uma pessoa permanece ao seu lado, a jovem Ísis, a cantora de voz doce, que tudo faz em nome de um grande amor. E cuja história de paixão e coragem é digna de ser contada durante muitas e muitas gerações.

Opinião: Alternando entre capítulos a crónica do passado e a vida do presente, vamos descobrindo a história de Ísis – cujo dom para se encontrar no centro de todas as questões a torna na narradora e testemunha ideais – e, por consequência, de uma pequena parte da imensidão do Egipto.

Os conhecimentos históricos são notáveis e sem dúvida o ponto alto da obra, que é um modo agradável e prazeiroso de se aprender mais sobre uma civilização tão fascinante quanto o Egipto, não se pode negar, e nisso a autora foi bem sucedida.

No que respeita ao romance é que se verifica uma maior fraqueza. Por um lado, não era difícil prever as reviravoltas do enredo, por outro, falhou em transmitir ao leitor as emoções que assolavam as personagens, dando-lhes forma, mas deixando-as carecidas de substância.

No geral, considerei uma leitura proveitosa e atendendo ao meu gosto pelo Antigo Egipto, ficarei atenta a possíveis futuros trabalhos da autora.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s